terça-feira, 16 de agosto de 2022

Debates presidenciais para consumo 2022


A imprensa parece ser uma daquelas instituições intocáveis, mas cabe reparo na maneira como as emissoras de televisão vêm tratando a realização de debates para as próximas eleições para presidente da república. 

Aparentemente, cada emissora quer fazer o seu próprio debate presidencial, cada uma interessada em sua própria agenda. Se as emissoras realmente quisessem transmitir informação e provocar debates, elas organizariam um pool com um número expressivo de emissoras para transmissão de debate em horário nobre. 

A junção do SBT com a CNN Brasil, e da Band com a TV Cultura, conforme anunciado recentemente, não é suficiente. Serão dois debates transmitidos por apenas duas emissoras em cada ocasião, e arrisco dizer que não será no chamado horário nobre, ou seja, entre 20 e 22 horas. 

Seria ótimo se todas ou pelo menos a maior parte delas, organizassem um pool para transmissão. Isso faria com que houvesse uma possibilidade concreta de se debater publicamente as ideias apresentadas pelos candidatos e também proporcionaria mais subsídios para eleitores fazerem suas escolhas. 

Debates que se iniciam às 22 horas ou às 23 horas, realizados por uma ou apenas duas emissoras em conjunto, atendem mais aos interesses das próprias emissoras do que servem aos eleitores. 

domingo, 7 de agosto de 2022

Snickers: edição limtada ou teste de mercado?

A Mars, fabricante dos Snickers, lançou no mercado brasileiro edições limitadas de Snickers, sabores caramelo e bacon ("pode isso, Arnaldo?"), maracujá, e coco. É uma maneira de testar o mercado (vai que pega!) e também de fazer frente a concorrência ao aumentar a profundidade da linha do produto. Os resultados para a estratégia de produtos da empresa parecem ser promissores, mesmo que signifique uma medida temporária na extensão do composto de produtos.     

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Marketing mente?

Luiz Felipe Pondé é um filósofo importante na cena editorial e midiática brasileira. Costuma provocar debates sobre aquilo que escreve. Como todos, às vezes acerta e às vezes comete equívocos. O título da coluna dele de ontem na Folha de S. Paulo foi "O marketing é um retrocesso para a espécie e deveria parar de mentir". Pondé comete pelo menos dois equívocos em seu texto. O primeiro é reduzir marketing à comunicação, particularmente à comunicação persuasiva. Marketing é mais que isso e corresponde à prática administrativa de desenvolver produtos e serviços, e organizar sistemas de distribuição e precificação de produtos, entre outros aspectos. O segundo é tratar marketing como sujeito, atribuindo-lhe capacidade de agência. Marketing não é indivíduo. O retrocesso a que ele se refere é das organizações e instituições como um todo enquanto atores sociais! 


domingo, 26 de setembro de 2021

Consumo, Mercado e Desigualdades: Painel EnANPAD 2021

 

O Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (EnANPAD) 2021, que será realizado de forma on-line entre os dias 04 e 08 de outubro, terá na programação da Divisão de Marketing o painel Consumo, Mercados e Desigualdades. O painel, que ocorrerá das 8:30 às 10:15 na quinta-feira dia 08, será coordenado por Eduardo Ayrosa, e terá João Felipe Sauerbronn, Marcus Hemais, Marlon Dalmoro, Renata Oliveira e Ronan Quintão como painelistas. Vale a pena conferir! 

segunda-feira, 5 de abril de 2021

Histórias para vestir: minissérie da Netflix

 


Roupa é para vestir
é para dizer sim, é para dizer não
Roupa é para identificar
é para levar na bolsa, na mochila, na mão
Roupa é para conquistar
é para dançar, soltar o corpo ou apenas ouvir a canção
Roupa é para esconder
é para racionalizar, seguir o padrão
Roupa é para expressar,
é para mostrar ou ocultar, conforme a religião  
Roupa é para significar
é para estar no corpo e perto do coração.

Se você tem interesse em explorar o universo das roupas e acessórios, não deixe de assistir a série "Histórias Para Vestir", exibida via streaming pela Netflix. Lançada no início deste mês, a série é dirigida por Dara Horenblas, Ted Passon e Claudia Voloshin. São oito episódios que variam de 28 a 31 minutos, e que possuem os seguintes títulos: comunidade, achados e perdidos, novos começos, amadurecimento, uniforme, apostando alto, sobrevivência, e amor. Trata-se de uma boa oportunidade para estudar e compreender o consumo de roupas como expressão de cultura material e elementos de significação.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Chamada de trabalhos: construção e dinâmicas de mercados

Chamada de Trabalhos

IX Encontro de Marketing da ANPAD

Evento On-line, dias 25 e 26 de maio de 2021

Divisão de Marketing - Tema 4 - Construção e Dinâmicas de Mercado

O EMA 2021 será realizado de forma on-line, de 25 a 26/05/2021. A Divisão de Marketing oferece a possibilidade de submissão de trabalhos acadêmico-científicos no tema Construção e Dinâmicas de Mercado. Os trabalhos poderão ser submetidos até o dia 01/03/2021 às 17h00min. As características dos trabalhos a serem submetidos e o estilo de formatação dos mesmos podem ser encontrados no website da ANPAD. O texto da chamada de trabalhos para o tema Construção e Dinâmicas de Mercados é o seguinte:

"Este tema visa ampliar a interconexão entre o conhecimento do campo de marketing e a noção de mercado. Prevalente nas discussões do campo de marketing até a 1960, essa interconexão tem voltado a tona diante do reconhecimento do papel que o mercado - sua produção e suas dinâmicas - possui na teorização e prática de marketing. O interesse no tema envolve pesquisadores inicialmente conectados com as perspectivas socioculturais do consumo, do marketing industrial, bem como da sociologia e antropologia econômica. A perspectiva ontológica que dá forma aos estudos de mercado envolve desde concepções estruturalistas do mercado, da prática, até ontologias planas como a Teoria Ator-Rede. Contempla, assim, estudos ou ensaios que abordam 'mercado' - a partir das mais diferentes perspectivas teóricas e metodológicas - como elemento central. Envolve estudos conectados com perspectivas emergentes na descrição dos mercados, como a de estudos construtivistas de mercado, mercado enquanto prática, exercício de agência e modelagem dos mercados, sistemas dinâmicos de mercado, entre outros. Contempla, também, estudos de mercados a partir de diferentes níveis de análise (macro, meso e micro), das noções de sistemas agregados de marketing, das instituições e processos institucionais envolvendo mercados e da intersecção entre mercados e sociedade. Como exemplos, possíveis discussões neste tema envolvem, entre outras, a descrição das dinâmicas que moldam um determinado mercado, formatação de mercados, análise de mercados alternativos, conflitos e papel de diferentes atores na constituição de mercado, estrutura, regulação e institucionalização dos mercados, processos de mercantilização, explicações culturais, sociológicas, históricas e antropológicas para os mercados."

Palavras-chave: Sistemas dinâmicos de mercado; estudos construtivistas de mercado; práticas de mercado; estruturas de mercado; relação de produção e consumo.